Associação de Patinagem do Porto
Home
Historial
Corpos Gerentes
Clubes
Informação
Notícias APP
Contactos
Newsletter Área Reservada
Registe-se
Recuperar palavra-chave
Utilizador:
Palavra-passe:
login
Resultados
CAMPEONATO DISTRITAL SUB20 - SERIE B - SUB20
CI SAGRES FC PORTO/DF
JUV PACENSE HC MARCO
GDC FANZERES CD POVOA
Jogos de Hoje
Jogos da Semana
Jogos do Mês


Notícias APP
Seleção HP
2017-04-10

ANÁLISE AO TORNEIO INTER REGIÕES 2017

 

Começava por dar os parabéns à organização do torneio, bem como á AP Lisboa pela vitória.

Gostava também de realçar a evolução que se registou em todas as seleções, reflexo com certeza de melhorias nos processos de treino, levando a uma maior imprevisibilidade nos resultados finais e, consequentemente, no crescimento de todos os atletas jovens envolvidos na competição.

No que diz respeito à nossa seleção trabalhou durante 6 meses para preparar este torneio e ajudar na formação destes jovens atletas.

Aproveitava para agradecer a todas as pessoas envolvidas, dirigentes, treinadores e clubes que mais diretamente ajudaram nos trabalhos de preparação desta seleção.

Demos todas as condições a estes miúdos e eles retribuíram, para além do seu talento envolveram-se na competição com dedicação máxima à causa. Foram enormes na defesa do nome da AP Porto, por isso é para eles o meu muito obrigado em nome da associação a que presido e dizer-lhes que nós nunca os esqueceremos, podem contar com todos nós.

Palavra muito especial aos técnicos pela dedicação e carinho que demonstraram para com estes miúdos, eles, nunca os esquecerão podereis estar certos.

Terminamos em segundo lugar, mas com o reconhecimento generalizado que fomos os melhores.

No que ao comportamento desta seleção diz respeito, dirijo-me aos pais, podem ter orgulho nos vossos filhos, serão grandes exemplos no futuro.

Não posso acabar estas breves considerações sem fazer referência ao que de menos bom aconteceu.

O que deveria acontecer a um árbitro que analisa um lance que motiva um livre direto indevidamente marcado e imposição de under-play, situação que vem a ditar o desfecho de um jogo.

O que deveria acontecer a um árbitro que assinala um livre direto quando um jogador vai isolado para a área adversária e não lhe exibe o respetivo cartão azul.

Perante a gravidade do erro, deverá o mesmo árbitro dirigir a mesma equipa envolvida em menos de 24 horas.

O que deveria acontecer a um árbitro que não atua disciplinarmente quando um atleta, numa atitude provocatória, se põe a atirar beijos ao treinador da equipa adversária e repreende o treinador por este reagir á provocação.

Nós não somos assim. Não ensinamos assim. Reforço que os nossos atletas tiraram muitas coisas positivas do torneio mas também ficaram marcados negativamente com inúmeras variáveis envolvidas na competição. Se os formarmos revoltados, frustrados, indignados perante a verdade desportiva e todo o seu conceito, será crítico o futuro destes jovens: “Colhemos o que plantamos”.

Para exigir ao mais alto nível, temos de encarar estes torneios de preparação de jovens/crianças com a seriedade que nos merecem pois, estas fases sensíveis de formação, serão determinantes no futuro dos atletas Portugueses. 

Perante todas estas dúvidas, enquanto presidente desta associação de patinagem entendo que teremos de analisar se com estes comportamentos, participando neste torneio estamos a contribuir para a formação destes atletas ou se pelo contrário estamos a criar neles uma imagem de descrédito de uma modalidade onde quem erra fica sempre impune.

 

O presidente

ver todas as notícias
 
 
Mapa do Site  |  Adicionar aos Favoritos Redicom.pt
Copyright © 2009 Associação de Patinagem do Porto.Todos os direitos reservados